domingo, 24 de fevereiro de 2013

Crítica sobre: O Inferno de Gabriel {Livro}

"...ele me mostrou que um voto é a promessa que o marido faz de que irá amar sua esposa e não só usá-la para o sexo. Ele disse que esse voto expressava a ideia de que fazer amor é um ato de veneração. O marido venera a esposa com seu corpo ao amá-la, se entregar a ela e levá-la ao êxtase".


Adorei o kit que a Arqueiro montou para o livro. Além de achar muito interessante, adorei a criatividade que o pessoal teve com o kit. O kit além de ser belo entre outras qualidades que já citei ele me deixou curiosa, pois eu não sabia abrir o Pen drive (risos). O Kit vem acompanhando de dois marcadores, um botão uma caixinha personalizada, livro e Pen drive. Juro que quando peguei o Pen drive em mãos, achei que era um marcador -risos, mas assim que li a cartinha, e vi que não se tratava de um marcador e sim um Pen Drive, ri muito de minha cara. O Pen Drive vêm cheio de artigos/materiais sobre o livro. E eu simplesmente amei tudo!
Sobre a diagramação: As folhas são Pólen (amarelinhas), as letras são de tamanho mediano, com fonte times/12. Os Capítulos não são separadas, onde termina um inicia-se outro. Os capítulos são intitulados de "Capitulo trinta e quatro", por assim em todos, e contam ao total com 34 capítulos ao total . São 500 folhas de estória, o restante é um trechinho da continuação, o que nos deixa com mais gostinho ainda e uma curiosidade maior. (Bom eu me recusei a ler o comecinho do segundo volume, porque sei que a minha ânsia para a continuação só iria aumentar).
Gosto da capa (se não estou enganada ela é igual a original). Essa é uma das capas com rostos das quais eu aprovo, e não tenho problema com ela como muitas. Gosto da disposição das imagens na capa envolto ao fogo. A escolha dos tons da capa juntamente com as imagens favoreceram a capa.

O livro nos conta a estória de Gabriel Emerson tem 33 anos, é um professor renomado na Universidade de Toronto, especializado em Dante de Aligheri. E de Julianne Mitchell com 23 anos, pequena de olhos e cabelos castanhos, estudante de pós-graduação, que deseja/pretende se especializar em Dante de Aligheri. Duas almas diferentes que se encontram e reaprendem juntas a viver.

É claro que o livro conta muito mais. Procurei fazer um pequeno resuminho, pois não quero me abranger muito na estória dos dois, e sim quero deixar vocês descobrir por si só está maravilhosa história! Quando li as noticiais, divulgação do livro em outros canais, a impressão que eu tive é que o livro traria algo mais picante e forte, pois a forma que foi divulgado(bom as que eu vi), foi de o livro seria bem erótico e não foi o que senti/encontrei na leitura dele. O livro é muito mais conteúdo que sexo, o que me agradou, pois acredito que ainda pode-se ter bons romances eróticos sem apelar exageradamente. Não sei se entenderam o que eu quis falar. O Inferno de Gabriel têm muito conteúdo, e não é daqueles livros que precisa apelar os capítulos inteiros para sexualidade, pois ele tem um enredo que se assegura do começo ao fim. 

Penso que posso dizer que o livro é muito mais sensual que erótico muito mais conteúdo literário, que uma simples estória. Mas não esqueçam que está é minha opinião e o que eu senti a respeito do que eu li Ok!

A narrativa do autor (penso que seja ele, em vez ela), é atraente se assim posso chamar. Com uma escrita fácil e muito gostosinha Sylvain Reynard, te prende na sua estória, deixando você confortável O autor mostra que sabe muito sobre o tema que ele aborda de plano de fundo para estória de Gabriel e Julia, que nada mais se trata da "Divina Comédia". O Autor soube desatar e amar todos os nós para estória. Gostei muito da escrita dele, e não vejo a hora de continuar lendo a sequência deste romance que roubou meu coração!
Os personagens são todos bem criados, carismáticos Gostei desde os mais sedutores, queridos aos mais odiados. Como disse todos os personagens nos apresentados no livro são bem criados, e todos têm um estória boa e bem amarada, não são personagens vazios, que estão ali só por estar. Os personagens no livro, sejam por pequenas aparições são importantes.


Um pequeno porém que preciso ressaltar é sobre a imagem da gravura "Dante e Virgílio cruzando o rio Estige (Gustave Doré, 1870), que está presente no começo do livro. Não que ela não tenha nada a ver com a estória, mas penso que a imagem que deveria estar ali ou então em outro determinado momento seria o quadro de Henry Holiday (1839 - 1927)  "Dante e Beatriz", pois ele é praticamente citado a estória toda! 

A Minha curiosidade a respeito do quadro foi tão grande, que tive que procurar por ela (ao lado), mas confesso que a imagem que criei do quadro ao ler "O Inferno de Gabriel", não era a mesma da original. 
Enrolei pra fazer a resenha deste livro um dia inteirinho. Isso porque não sabia por onde iniciar, o que falar sobre ... Pra mim é difícil expor tudo que sinto lendo, e quando o livro se torna um favorito, é mais difícil ainda de falar/escrever os motivos dos quais o livro me conquistou. Posso afirmar que O Inferno de Gabriel se tornou um dos melhores livros que eu li até então!

Sabe quando você termina o livro e fica com aquela sensação: "O que ler depois, Não quero ler mais nada, quando que sai a continuação, será que têm e-book. OMG não aguentarei esperar até julho não! 


Qual minha nota para o livro:


Autor: Sylvain Reynard
Páginas: 512
Editora: Arqueiro

Sinopse: Enigmático e sedutor, Gabriel Emerson é um renomado especialista em Dante. Durante o dia assume a fachada de um rigoroso professor universitário, mas à noite se entrega a uma desinibida vida de prazeres sem limites. 
O que ninguém sabe é que tanto sua máscara de frieza quanto sua extrema sensualidade na verdade escondem uma alma atormentada pelas feridas do passado. Gabriel se tortura pelos erros que cometeu e acredita que para ele não há mais nenhuma esperança ou chance de se redimir dos pecados. 
Julia Mitchell é uma jovem doce e inocente que luta para superar os traumas de uma infância difícil, marcada pela negligência dos pais. Quando vai fazer mestrado na Universidade de Toronto, ela sabe que reencontrará alguém importante – um homem que viu apenas uma vez, mas que nunca conseguiu esquecer. 

Assim que põe os olhos em Julia, Gabriel é tomado por uma estranha sensação de familiaridade, embora não saiba dizer por quê. A inexplicável e profunda conexão que existe entre eles deixa o professor numa situação delicada, que colocará sua carreira em risco e o obrigará a enfrentar os fantasmas dos quais sempre tentou fugir. 
Primeiro livro de uma trilogia, O inferno de Gabriel explora com brilhantismo a sensualidade de uma paixão proibida. É a história envolvente de dois amantes lutando para superar seus infernos pessoais e enfim viver a redenção que só o verdadeiro amor torna possível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.